Loja Virtual Marketing e Redes Sociais

Como aumentar visitas na loja virtual da forma certa para vender

como aumentar visitas na loja virtual

O mercado virtual tem se mostrado cada vez mais promissor. Não faltam motivos para investir em um e-commerce. Por isso, se você está buscando uma renda extra ou deseja  se tornar um empreendedor de sucesso no mundo virtual, é preciso conhecer alguns detalhes sobre o segmento.

Em primeiro lugar, é preciso entender que, se o seu objetivo é estabelecer um negócio sólido, é necessário investir. Uma das primeiras decisões importantes a tomar nesse ramo é em relação à escolha da plataforma de e-commerce que irá utilizar para criar sua loja virtual. 

Neste post, vamos explicar como aumentar visitas na loja virtual e por que a escolha de uma boa plataforma pode impulsionar o tráfego do seu e-commerce, consequentemente, aumentando o seu faturamento.

Uma boa plataforma aumenta as visitas na loja virtual?

A escolha da plataforma vai influenciar diretamente o tráfego do seu site. Em outras palavras, isso quer dizer que uma plataforma bem desenvolvida e customizada aumenta o número de visitas no e-commerce e isso, por sua vez, traz um impacto positivo para o faturamento.

Sendo assim, é importante aproveitar essa ferramenta para valorizar a sua loja virtual, promover sua marca e comunicar o conceito do seu negócio. As cores, a fonte das letras, o posicionamento dos produtos e a organização das categorias devem ser pensados com base no comportamento do cliente.

É conveniente deixar claro que, em geral, plataformas padronizadas gratuitas ou de baixo custo, não oferecem a possibilidade de customização e, por isso, podem não gerar resultados tão satisfatórios quanto as mais personalizadas. 

Quais são as vantagens de escolher uma boa plataforma?

O momento de escolher a plataforma costuma ser o mais importante para um negócio no mundo virtual. De acordo com o SEBRAE, “dinheiro bem gasto na fase da escolha poderá render boas economias no futuro”. Isso também se aplica à decisão sobre qual plataforma utilizar.

Por meio dela, você vai gerenciar e promover o seu negócio virtual. Devido à importância que essa ferramenta tem para o seu e-commerce, é relevante certificar-se de algumas funcionalidades. Uma boa plataforma deve:

  • permitir atualização conforme as necessidades;
  • oferecer facilidade no módulo de gerenciamento;
  • comunicar visualmente a identidade da empresa;
  • ser flexível para integrar outras tecnologias, como meios de pagamento, segurança das informações, banco de dados, atendimento online, entre outras;  
  • oferecer integração aos sistemas internos da empresa;
  • permitir otimizar motores de busca de acordo com o planejamento de marketing;
  • ter um canal adequado e eficiente de suporte;
  • ser compatível com os principais navegadores.

Cumprindo esses requisitos, a plataforma pode atrair e reter clientes, além de garantir processos internos eficientes. Ou seja,além de tudo, ela é uma ferramenta de gestão e também de marketing.

Como escolher uma boa plataforma de loja virtual?

Você deve estar pensando: quais critérios devo levar em conta na hora de escolher a plataforma para o meu e-commerce? Vamos solucionar as suas dúvidas de forma bem objetiva! Você deverá observar os seguintes fatores:

Layout

Cerca de 80% dos usuários que acessam um site que não se adapta ao dispositivo, saem imediatamente da página. Por isso, o layout da plataforma deve ser responsivo. Isso quer dizer que ele precisa se adaptar ao dispositivo utilizado pelo usuário, seja ele um notebook, um tablet ou um smartphone.

Além disso, o layout da sua loja virtual deve atender ao seu público-alvo. Então, lembre-se de fazer uma pesquisa de mercado para conhecer e entender melhor o comportamento deste público antes de definir as cores, a disposição dos produtos, entre outros aspectos. Ter cuidado no planejamento do layout proporciona uma experiência mais positiva ao cliente, o que resulta em mais vendas.

SEO

O SEO é um conjunto de técnicas para otimização de sites, blogs e páginas da web. Tem como objetivo gerar tráfego e autoridade nestes meios. No momento de escolher a plataforma, é importante verificar se ela considera as técnicas de SEO para garantir que sua loja apareça no mundo virtual e alcance mais resultados.

Integração com as redes sociais

Não adianta ter uma loja virtual se ela não aparecer nas redes sociais. A publicidade nesses meios já se tornou obrigatória para quem quer ganhar dinheiro empreendendo pela internet.

Variedade de formas de pagamento

Outro aspecto que deve ser crucial na escolha da plataforma é garantir que ela ofereça integração com as mais variadas formas de pagamento. Isso proporciona mais comodidade ao seu cliente e assegura que você vai receber os valores devidos, sem problemas.

Possibilidade de avaliar os produtos

Certifique-se de que a sua plataforma oferece um espaço para avaliações e comentários dos consumidores. Isso ajuda a melhorar seu negócio e traz segurança para outros clientes que queiram comprar os seus produtos.

Segurança

Um dos aspectos que os clientes buscam antes de efetuar uma compra é verificar se o site oferece segurança para as informações. Esse, ainda é um dos maiores receios na hora de comprar pela internet.
Então, para que isso não seja um impedimento, tenha certeza de que a plataforma escolhida vai proteger as informações dos usuários e evitar ameaças virtuais.

Escalabilidade

Você também deve considerar a escalabilidade de vendas e servidor. Fazer transições entre plataformas diferentes pode ser um grande problema. Para evitar isso, é importante desde o início já contar com um fornecedor que ofereça a opção de configuração em módulos. Assim, você poderá adaptar a plataforma à medida que seu negócio for crescendo.

Como trazer visitantes para a loja virtual? 

Uma vez que já sabemos sobre as funções que uma plataforma de e-commerce deve oferecer para ser efetiva para seu negócio, vamos aprender quais as estratégias para trazer visitantes para a loja virtual. 

Monte um funil de vendas 

O funil de vendas é uma das estratégias de marketing inbound, que divide a jornada de compra de um consumidor digital em três etapas: Topo de funil (ToFu), Meio de funil (MoFu) e Fundo de funil (BoFu). 

No topo do funil, está o ‘aprendizado e descoberta’. É quando o visitante descobre que tem uma necessidade, após ter entrado em contato com sua marca. Nesta fase, é importante oferecer algum tipo de conteúdo importante a respeito de seu negócio, em troca do preenchimento de formulários com dados para contato. 

Na fase do meio do funil, este visitante já se tornou um lead, que busca por mais informações e soluções para seus problemas. Em posse dos dados deste lead, ajude-o com mais dicas e informações de valor. 

Ao topo do funil está a ‘decisão de compra’. Este lead já conhece sua marca e confia nela para solucionar suas necessidades. É neste momento, então, que ele está preparado para receber – e aceitar! – sua oferta. 

Faça campanhas de captação de leads

Percebemos no tópico anterior o quanto a captação de leads é importante para o e-commerce. E estes leads, por sua vez, são gerados a partir da curiosidade a respeito de seu negócio. 

Por isso, crie campanhas para atrair leads, oferecendo materiais informativos e conteúdos de valor sobre seu ramo de atuação, transmitindo autoridade para estes clientes em potencial

Ao elaborar bons materiais acerca da necessidade desse público, eles, cada vez mais, tomarão consciência da importância dos produtos ou serviços oferecidos por você, despertando a curiosidade e confiança na sua marca. 

Envie e-mail marketing

Em posse desses leads, uma boa estratégia para criar contato e estreitar a relação, é o e-mail marketing. Envie e-mails periódicos com conteúdos relevantes para este público, como materiais informativos, campanhas e promoções. 

Aqui, é preciso apenas tomar cuidado com a dose. Muitos e-mails podem fazer o efeito contrário e tornar sua marca inconveniente ao consumidor. 

Esteja presente também nas redes sociais 

Como vimos anteriormente, sua marca precisa aparecer nas redes sociais. Atualmente, as redes sociais carregam o principal tráfego da internet, contando com a presença de milhões de usuários, só no Brasil. 

Portanto, criar um perfil de sua marca nas principais redes sociais, lhe garante acesso diário a diversos leads e futuros compradores para sua loja virtual. Neste sentido, vale elaborar conteúdos atrativos e voltados a seu público-alvo. 

Ofereça cupons de desconto

Quando falamos em como aumentar visitas na loja virtual, oferecer cupons de desconto é uma das principais estratégias utilizadas. 

Sabemos que a concorrência é alta no ambiente digital, por isso, oferecer cupom de desconto pode ser uma boa tática para atrair aquele cliente que não conhece sua marca e incentivá-lo a realizar sua primeira compra e conhecer seus serviços. 

Crie ofertas exclusivas

As ofertas, quando bem elaboradas, também costumam atrair visitas à loja virtual. Para isso, vale apostar em boas fotos, boa descrição e, principalmente, em um bom custo-benefício para o cliente. 

É importante traçar um diferencial para sua marca e fazer o consumidor perceber a vantagem em comprar de você, e não do concorrente. Procure pensar em ofertas que o diferenciam de sua concorrência e que atraiam a atenção dos clientes em potencial para a sua loja. 

Como aumentar visitas na loja virtual? 

O tráfego de sua loja virtual diz respeito ao volume de pessoas que chegam até o seu site. Mas ocorre que nem todos os e-commerces apresentam um tráfego efetivo e satisfatório. Podemos comparar essa situação a ter uma loja física sem movimento: é um dado que atrapalha diretamente o resultado em vendas. 

Portanto, sempre pensar em como aumentar visitas na loja virtual e desenvolver estratégias eficazes para atrair seu público em potencial, é fundamental para o sucesso de seu e-commerce. A seguir, vamos apresentar 7 dicas que podem te ajudar muito em relação a isso. Acompanhe! 

1. Tenha um blog

Criar um blog é indispensável para a geração de tráfego, pois permite desenvolver diferentes metodologias para cativar o público.

O negócio passa a mostrar sua real personalidade, instrui e diverte os usuários, tornando-os mais próximos de sua marca. Quanto mais estreita for a relação com o cliente, maiores são os benefícios para o e-commerce.

Quando há investimento em uma boa produção de conteúdo para o blog, a loja virtual detém para si um diferencial de mercado, algo que chama a atenção dos usuários. Conforme os posts são publicados, novas páginas serão adicionadas, criando assim uma boa relação com os robôs usados pelos principais mecanismos de busca da internet.

2. Invista em SEO

O tráfego nos blogs é gerado principalmente pelo uso adequado das palavras-chaves, que serão reconhecidas pelos mecanismos de buscas. É esse o contexto ideal para a metodologia SEO – Search Engine Optimization (Otimização dos Mecanismos de Busca).

Essa metodologia, trata-se do conjunto de técnicas e abordagens utilizadas para que a página apareça nos primeiros lugares em buscas feitas no Google e em outros buscadores. Esse procedimento engloba a forma como o conteúdo é produzido e o desenvolvimento das páginas. Entre os pontos levados em conta estão:

  • relevância das palavras-chave e do conteúdo;
  • adequação de títulos e subtítulos;
  • quantidade de palavras;
  • adequação da página a dispositivos móveis;
  • localização do usuário que faz a busca, entre outros fatores.

É importante salientar que a metodologia funciona a médio e longo prazo, contudo, os posts podem continuar relevantes por muito tempo, melhorando cada vez mais, sua posição nos buscadores. Daí a necessidade de trabalhar com conteúdos relevantes, impactantes e atualizados. 

3. Invista em publicidade paga

Diferentemente do SEO, os anúncios pagos trazem resultados mais rápidos, porém com uma durabilidade menor. As opções são muitas, como o Google Adwords, que são anúncios apresentados antes dos resultados das buscas e na lateral do Google e sites parceiros, e também os anúncios nas redes sociais e em outros blogs e sites.

A vantagem é que o anunciante define um valor por clique ou por visualizações, e mesmo com baixo investimento, é possível começar uma estratégia de compra de mídia, obtendo resultados quase que imediatos.

Além disso, as mídias pagas geram relatórios que ajudam a criar anúncios mais assertivos.

4. Crie descrições completas

As descrições dos produtos também reforçam o SEO e o ranqueamento de sua loja virtual. 

Elas são uma forma de apresentar o conteúdo da página, quando o usuário faz a pesquisa pelo buscador. Quanto mais próxima for sua descrição daquilo que o usuário pesquisou, maior a relevância de seu produto.  

Com uma descrição completa e clara, os clientes são atraídos e assim, passam mais tempo navegando na página, melhorando sua posição nos buscadores.

As descrições rendem mais conversões, porque o visitante encontra ali as respostas que procura e, se forem adequadas às suas necessidades,maiores as chances de concluírem a compra. Por isso dê atenção ao texto, imagens e vídeos disponibilizados.

5. Invista em e-mail marketing

Engana-se quem acha o e-mail uma ferramenta antiquada e que não traz resultados. Ele é uma forma de chegar a diversos clientes de forma rápida, segura e eficaz.

O e-mail marketing permite que a loja virtual: 

  • divulgue ofertas;
  • envie mensagens de felicitações, estreitando a relação;
  • anuncie o lançamento de produtos e campanhas;
  • informe ao público sobre algo que ele tenha interesse;
  • solicite feedback;
  • realize pesquisas e aplicar questionários;
  • aumente a base de prospects, entre outros pontos.

O intuito é criar campanhas que aproximem o consumidor de sua marca, aumentando o engajamento e, consequentemente, o tráfego dos usuários.

Porém, é um processo que demanda esforços para a criação de uma base sólida de contatos. Optar pela aquisição de listas prontas, pode gerar o efeito contrário, fazendo com que o usuário entenda seu conteúdo como spam.

6. Invista em influenciadores digitais

Não é de hoje que as empresas utilizam o poder das pessoas para influenciar o consumo de seus produtos e serviços. Ocorre que, atualmente, isso é feito no meio digital como uma forma de atrair visitantes para o site, divulgar a loja virtual, produtos, promoções, etc.

Influenciadores digitais são personalidades, marcas e personagens que conquistaram um público fiel na internet, seja em seus blogs, redes sociais, sites ou outros canais digitais. Em geral, os mais populares estão no Facebook, Youtube, Instagram e Twitter. Os influenciadores podem tanto indicar os produtos de sua loja, quanto associar sua imagem à da sua marca.

7. Conte com uma plataforma amigável

Contar com uma plataforma amigável significa que ela deve ajudar nas campanhas, em especial, nas estratégias de SEO, facilitando ações como:

  • permitir o controle de títulos das páginas;
  • oferecer URLs simples e redirecionamento para novos endereços se for preciso;
  • oferecer liberdade para categorização;
  • incluir tag canonical para melhor indexação e ranqueamento das páginas;
  • apresentar uma estrutura amigável de pesquisa e navegação;
  • apresentar suporte para o Google Analytics.

A Simplo7 é uma plataforma que dispõe dessas características, além de oferecer ferramentas que auxiliam no ranqueamento das páginas, incentivando o acesso de possíveis clientes para sua loja virtual.

Como aumentar o tráfego orgânico no site?

Por tráfego orgânico compreende-se o acesso de usuários ao seu site, sem a necessidade de anúncios pagos. Basicamente, é quando o usuário encontra sua loja virtual através de uma pesquisa no Google, por exemplo, ou por outros meios que não necessitaram de investimento financeiro por parte da marca. 

Trabalhar estratégias para aumentar o tráfego orgânico no seu site, não exclui as ações de mídia paga, no entanto, ajudam a estabelecer a relevância e confiabilidade de sua marca em seu ramo de atuação. 

A seguir, trazemos para você algumas dicas de como aumentar o tráfego orgânico na sua loja virtual. 

Otimize a tag title e a meta descrição dos produtos

Tag Title é o título da página nos mecanismos de busca. É o que os usuários verão como sendo o título de sua página, nos resultados da busca. 

A meta descrição é a descrição que vem logo abaixo da tag title, que traz um resumo do conteúdo daquela página ao usuário. 

Tanto a tag title, quanto a meta descrição dos produtos, ajudam a determinar a relevância daquela página para a pesquisa que o usuário efetuou. Quanto mais relevante, melhor posicionada nos resultados. 

Portanto, é essencial trabalhar bem e otimizar suas tag titles e meta descrição, aplicando as técnicas de SEO de maneira assertiva. Desta forma, existem maiores chances de aumentar o tráfego orgânico para sua loja virtual.  

Faça boas descrições para os produtos

Ainda sobre a importância das descrições, é fundamental que elas sejam efetivas e diretas, explicando exatamente do que se trata o item anunciado.

Ao elaborar as descrições de seus produtos, tente pensar em quais palavras ou expressões os usuários podem utilizar nos buscadores para pesquisarem sobre os produtos que você está anunciando. Estas expressões são conhecidas por ‘palavras-chave’ e são muito importantes para o SEO.

Use palavras-chave para nomear os produtos

Conforme mencionamos no tópico acima, as palavras-chave são as palavras ou expressões que os usuários utilizarão ao procurar por seus produtos ou serviços nos buscadores virtuais. Portanto, é fundamental também utilizá-las para nomear seus produtos, aumentando sua relevância nos resultados. 

É importante sempre frisar que, quanto mais próximo o conteúdo de sua página estiver daquilo que o usuário está procurando, maiores as chances de um bom posicionamento no ranking dos buscadores. 

Faça uma boa categorização dos produtos 

A categorização dos seus produtos é equivalente à organização de sua loja virtual, por isso, divida os produtos por categorias dentro de sua loja. Isso ajuda o cliente a encontrar mais facilmente os produtos que precisa e, além disso, também auxilia no tráfego orgânico de sua loja virtual. 

Valorize a experiência do usuário

No que tange a experiência do usuário, falamos a respeito do design de sua loja virtual. É imprescindível ter um site que ofereça uma navegação responsiva e que também abarque a navegação através de dispositivos móveis

Existem algumas características que classificam uma boa experiência de navegação por parte dos usuários: 

  • Acessibilidade – deve-se ter fácil acesso ao conteúdo do site;
  • Utilidade – o conteúdo do site deve ser útil ao usuário e àquilo que ele buscou;
  • Usabilidade – deve ser um site de fácil navegação, com páginas responsivas; 
  • Funcionalidade – o site deve ser prático e cumprir com a função a que se destina. 

É importante também que o lojista pense na jornada de compra deste cliente e como será sua navegação, desde a página inicial, até a página de finalização do pagamento. As instruções devem ser claras e a sequência de navegação, intuitiva. 

Além de ser essencial para o aumento do tráfego orgânico, um bom site também evita que o cliente desista de efetuar a compra em sua loja virtual por conta de falhas técnicas ou um design mal planejado. 

Agora que você já sabe como aumentar visitas na loja virtual, veja aqui as melhores estratégias de marketing digital que poderão ajudar sua marca a chegar ao público-alvo de seu negócio! 

 

 

Você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta