E-mail Marketing

Saiba como vender mais no e-commerce usando o e-mail marketing

Engana-se quem pensa que o e-mail marketing não traz resultados. De acordo com uma pesquisa conduzida pela MarketingSherpa, 72% dos consumidores acreditam que o e-mail é o canal mais eficiente para receber informações a respeito das marcas.

E não é só isso. Outra pesquisa, dessa vez conduzida pela Campaign Monitor, demonstrou que um e-mail pode ser até 40 vezes mais efetivo para aquisição de prospects do que redes sociais. Não foi o suficiente? Continue lendo o post e conheça mais motivos para investir em e-mail marketing e práticas que as lojas virtuais podem adotar para aumentar seus resultados. Acompanhe!

Evite adquirir contatos

O primeiro passo é não adquirir listas pagas, softwares que prometem criar uma lista grande de contatos, entre outros “macetes”. O ideal é enviar e-mails somente para quem se prontificou a participar da sua newsletter, pois essas pessoas estão preparadas para receber o conteúdo e interagir com ele.

Existem diversas formas de fazer com que o usuário, que teve algum contato com sua marca, faça parte da sua lista. Entre elas, é possível destacar:

  • a oferta de um conteúdo para download no seu blog/site;
  • a publicação de posts nas redes sociais;
  • a promoção de anúncios nos buscadores e nas redes sociais;
  • o uso do próprio e-commerce como anúncio;
  • o oferecimento de descontos e vantagens.

Uma base de contatos construída organicamente ajudará o negócio a criar relacionamentos e a amadurecer os leads quanto ao fechamento da compra. É um tipo de confiança que cresce de forma fluida, nascendo a partir do interesse do público.

Diversifique o conteúdo

O e-mail marketing tem o objetivo de manter seu cliente mais próximo, exigindo um conteúdo de qualidade e não apenas ofertas.

É claro que você pode enviar e-mails desse cunho, contudo, é importante saber dosá-los com temas além das promoções e descontos. Notícias sobre o nicho de atuação, reviews de produtos, conteúdo ensinando o funcionamento de um item, dicas relacionadas ao produto/nicho, entre outras, são algumas boas alternativas.

Segmente a base de mailing

Mailing é a relação de clientes que fazem parte da sua lista de e-mails. Nem sempre eles têm o mesmo perfil, então, nem todas as informações podem impactá-los. Daí a necessidade de utilizar ferramentas atuais de gestão, pois elas permitem segmentar o conteúdo por tags.

Assim, os e-mails se tornam mais assertivos e com maior taxa de abertura.

Desenvolva títulos chamativos

Quem envia as mensagens deve dar bastante atenção ao título, que precisa despertar o interesse do usuário em abrir a mensagem. O impacto é um fator crucial, uma vez que ele é o principal chamativo para dar continuidade à leitura do conteúdo.

O ponto-chave aqui é trabalhar os benefícios que o usuário terá se prosseguir com a leitura. Ele precisa entender que você está tentando ajudá-lo, oferecendo uma proposta que atenderá as necessidades dele.

Crie um cronograma de e-mail com base no funil de vendas

Para conduzir o prospect até o final do funil de vendas, é importante nutri-lo com conteúdos interessantes e específicos, que se aprofundem conforme ele está chegando à parte mais estreita do funil.

É aí que entra o cronograma de envios capaz de abranger desde o primeiro contato (mais superficial) até um conteúdo mais aprofundado, em que o negócio apresenta as soluções de produtos e comparações que abrem o caminho do lead para a decisão.

Utilize automação

Alguns nichos podem receber uma série de e-mails automatizados, enviados conforme uma ação do usuário. Por exemplo, ele entrou no site da loja virtual, observou alguns produtos, cadastrou-se, mas não comprou. É o momento de enviar um e-mail padrão para que ele retorne e conclua a ação.

A automação permite o envio de mensagens específicas, de acordo com a fase do funil em que o prospect se encontra.

Busque simplicidade nas campanhas

O e-mail marketing não exige recursos muitos sofisticados em relação a outras formas de divulgação. Na verdade, ser simples, claro e direto é o caminho para bons resultados. Além disso, muita informação pode confundir o usuário e diminuir o número de cliques e ações. No mais, planeje bem o conteúdo e boa sorte na estratégia.

Gostou do que leu? Assine nossa newsletter e fique sempre bem informado sobre pontos relacionados ao marketing digital. Vamos lá!

Você pode gostar também

1 Comentário

  • Responder
    O que uma loja virtual deve ter? Confira nosso checklist - Simplo7
    8 de junho de 2018 de 11:01

    […] comércio eletrônico que você não pode deixar de lado. Confira esse outro post e descubra como o e-mail marketing pode engrossar o número de pedidos na sua loja […]

  • Deixe uma resposta