Loja Virtual

O que é Dropshipping e como funciona? Guia de como trabalhar

o que é dropshipping

Vender pela internet definitivamente é um mar de possibilidades. É um canal que oferece boas oportunidades para muitos, mas nem todos os novos empreendedores sabem como acelerar o seu crescimento nesse meio. Então, saber sobre o dropshipping pode ajudar muito nessa questão.

Se você quer abrir uma loja virtual, deve ter percebido que há uma série de processos necessários para que isso aconteça. Entre eles estão: construir um site, contatar fornecedores e organizar as entregas dos produtos. E essas, nem sempre são tarefas simples. 

Certamente, pular algumas dessas etapas seria ótimo, não é mesmo? Isso é o que técnicas como o dropshipping oferecem. 

Neste post, vamos falar sobre o que é dropshipping, quais impactos ele traz para a gestão de negócios, bem como as principais vantagens e desvantagens de incorporá-lo na estratégia de uma loja virtual. Confira conosco!

O que é Dropshipping? 

O dropshipping é um método de logística para e-commerce que permite que uma loja virtual ofereça produtos aos seus clientes, deixando a gestão de estoque e a entrega dos itens nas mãos de fornecedores locais ou de lojas internacionais. Desse modo, o papel da loja é servir como intermediário, trabalhando apenas na divulgação e marketing dos produtos.

Sendo assim, para que os consumidores optem por comprar os produtos com a sua loja virtual ao invés de fazê-lo diretamente com os fornecedores, é fundamental você oferecer alguns diferenciais, como visibilidade, confiança, promoções, conceito, entre outros.

Como o Dropshipping funciona? 

Segue abaixo um passo a passo, para que você entenda como esse método funciona sob a ótica do consumidor. Veja:

  • O cliente faz uma compra na sua loja online;
  • A sua loja recebe o pedido e repassa a demanda para o parceiro, que tem o produto em estoque;
  • O parceiro recebe o pedido e fica responsável por entregá-lo diretamente ao cliente.

O processo é muito simples, sem qualquer complicação.

Quais os riscos do Dropshipping?

Antes de prosseguirmos a respeito das vantagens do dropshipping e explicarmos como você pode aplicá-lo em sua loja virtual, é importante falarmos dos riscos dessa prática para seu e-commerce. 

Ao trabalhar com dropshipping, é importante ter em mente que você estará trabalhando com os produtos, logística e serviço de entrega de outra empresa e, portanto, você não terá acesso nem controle deste processo. Se, por um lado, essa é uma vantagem para o empreendedor, por outro, pode ser justamente o risco apresentado

Não conseguir administrar o estoque, logística e entrega, pode deixar o empreendedor à mercê de falhas no processo, que podem afetar a experiência de compra de seus clientes. Podem haver produtos danificados, produtos de má qualidade, atrasos na entrega, falha nas informações de estoque, problemas de comunicação com o fornecedor.

É importante ponderar que, uma vez que sua loja estará dependendo totalmente dos serviços de outra empresa, existem riscos de a operação não sair exatamente conforme o planejado.  

Portanto, ao decidir trabalhar com dropshipping é de extrema importância saber escolher os fornecedores parceiros e ter ciência da qualidade de seus serviços. Assim como, também é importante traçar um bom plano de negócios e uma boa comunicação com seus clientes e parceiros. 

Quais são as vantagens e desvantagens do Dropshipping? 

O dropshipping pode ser usado por e-commerces e empreendedores individuais de marketplace. Neste modelo, o lojista é apenas o intermediário da compra, recebendo a diferença entre o que o parceiro pede e o valor que está cobrando do cliente.

Como qualquer tipo de estratégia, o dropshipping apresenta tanto vantagens, quanto desvantagens ao lojista. A seguir, vamos expor melhor cada uma delas: 

Vantagens do Dropshipping

Os benefícios em usar o dropshipping estão em ambas as formas de negócio, seja você o site de venda ou o parceiro que encaminha o produto. Basta decidir a melhor modalidade para você e usar esse modelo de negócios ao seu favor.

Caso você seja a loja virtual que usa o dropshipping para fazer vendas na internet, você poderá ter um e-commerce bem sucedido com menos custos. Uma vez que não haverão gastos com estoques, manutenção e envio dos produtos, é possível fazer e-commerces de dropshipping a partir de um escritório com poucas despesas mensais. Ao invés de gastar com o estoque, você poderá focar em outras áreas de sua empresa para investir, como uma melhor plataforma de vendas.

Você também pode usar o sistema de dropshipping para ter uma maior variedade de produtos. Afinal, já que você não está usando seu estoque para realizar as vendas, pode tentar encontrar parceiros de diferentes segmentos, para diversificar e oferecer um grande leque de produtos. Pode até mesmo fazer testes, para ver o que vende mais e o que não.

Dentro da modalidade de dropshipping, fazer uma ou dez vendas não faz diferença, portanto, fica mais simples expandir.
Se seus parceiros tiverem uma boa logística, aumentar o número de vendas não é um problema, você pode crescer e aumentar seus lucros sem grandes riscos. O importante é não perder tempo ao solicitar as vendas, quanto mais rápido, melhor.

Em resumo, as principais vantagens do dropshipping são: 

  • diminuição de custos de armazenamento e entrega;
  • possibilidade de oferecer uma variedade maior de produtos;
  • aquisição de produtos feita sob demanda;
  • possibilidade de expansão do negócio com menos custos

Desvantagens do Dropshipping

Mas o dropshipping também não é perfeito. Nesta modalidade, você dificilmente terá produtos exclusivos, o que trará sempre bastante competição. É mais difícil chamar atenção vendendo os mesmos produtos, ao mesmo preço que tantas outras lojas virtuais.
Outra desvantagem é ganhar muito pouco com cada venda. Até para não perder clientes por conta de um preço excessivo, você vai precisar de muitas vendas para conseguir um lucro interessante.

O transporte é também um ponto complexo, porque é possível seu cliente comprar em mais de um parceiro diferente, aumentando o custo do envio. E o problema é que nem sempre o cliente tem noção disso, e pode estranhar os itens de sua compra chegarem em datas diferentes.

Manter o catálogo atualizado também exigirá bastante trabalho com o parceiro. Bem como a gestão de algum problema na venda ou envio, já que é mais difícil intermediar a relação entre o parceiro e o cliente. É preciso muito cuidado para evitar atritos desnecessários e prejudicar a imagem de sua loja virtual.

Algumas das desvantagens em trabalhar com dropshipping podem ser: 

  • Possibilidade de que os fornecedores coloquem o negócio em risco, principalmente os internacionais;
  • Dependência total de terceiros para funcionar;
  • Baixa margem de lucro, principalmente no início da operação;
  • Falta de controle das mercadorias enviadas.

Porém, quando bem planejada, uma loja dropshipping tem tudo para ser bem sucedida e os lucros podem superar os gastos, já que não são muitos. É um novo método de vendas digitais que merece ser pensado, se você planeja um e-commerce.

O que é preciso para trabalhar com Dropshipping?

Para iniciar seu trabalho com dropshipping, é preciso ter uma loja virtual ou então, estar cadastrado como vendedor em algum marketplace. É importante dizer que a modalidade dropshipping é uma ótima maneira de iniciar como empreendedor digital, mas existem algumas ferramentas essenciais para trabalhar a partir dela. Vamos a elas: 

Ter bons fornecedores

Bons fornecedores são a chave do dropshipping. Como abordamos em tópicos anteriores, maus fornecedores podem arruinar a imagem de sua loja virtual, além de causarem problemas na entrega e na qualidade dos produtos. 

Nesta etapa, faça uma boa pesquisa de fornecedores, não tenha pressa. Se possível, adquira alguns dos produtos que irá comercializar, para que possa testar a qualidade e o serviço de entrega deste potencial parceiro. 

É muito importante para um empreendedor digital conhecer o produto que está vendendo e como este produto chega às mãos dos clientes. Isso ajuda a entender o processo, bem como identificar alguma falha no serviço deste fornecedor. Ou seja, analise bem quais serão seus fornecedores, optando sempre pelo melhor serviço. 

Ter uma loja virtual

Para trabalhar com dropshipping é necessário também ter uma loja virtual, afinal, é a partir dela que você poderá se tornar o intermediário entre o fornecedor e o cliente. É através da loja virtual que você conseguirá divulgar e vender os produtos, tendo assim, o controle de suas vendas e de quais os pedidos que você precisará solicitar aos fornecedores. 

Ter uma loja virtual é imprescindível também pelo fato de que você precisará traçar um diferencial para sua marca. Uma vez que você estará vendendo os mesmo produtos, pelos mesmos preços de outros tantos lojistas, é importante que você crie uma forma de comunicação e divulgação destes produtos, que sejam diferentes dos demais, para que os clientes desejem comprar com você. 

Cadastrar-se no marketplace

Outra condição para trabalhar com dropshipping é se cadastrar em uma plataforma de marketplace. O fluxo de acessos dessas plataformas costuma ser bastante alto, e este público também já é caracterizado por sua necessidade de compra. Ou seja, em um marketplace você conseguirá maior visibilidade para um público que, a princípio, já está à procura do que você está vendendo. 

O perfil de vendedor em um marketplace já pode ajudar a alavancar as vendas ou, até mesmo, iniciar seu e-commerce com dropshipping. Através desta plataforma, você também consegue ter controle e administrar os pedidos que deverão ser repassados a seu fornecedor. 

Como trabalhar com Dropshipping?

Agora que já sabemos o que é dropshipping e como ele pode lhe ajudar a começar a empreender no mercado eletrônico, podemos então, começar um bom planejamento de e-commerce baseado nessa modalidade de negócio.

Conforme abordamos em tópicos anteriores, quando uma loja virtual começa a operar a partir de um dropshipping, é importante saber que a concorrência é acirrada e a margem de lucro pode ser bem menor. E isso se deve ao fato de que este mesmo fornecedor vende seus próprios produtos e, também, outras lojas virtuais operam da mesma maneira que a sua, a partir dos produtos deles. 

No entanto, estar a par dessas dificuldades não deve, em momento nenhum, ser um empecilho para o empreendedor que deseja iniciar seu negócio e enxerga no dropshipping a principal forma de começar. Saber da realidade em que seu e-commerce vai operar deve servir para que você consiga fortalecer seu plano de negócios e estabelecer as diretrizes de operação de sua loja virtual. 

A seguir, trazemos 6 passos que lhe ajudarão a elaborar um plano de ação para sua loja virtual operar a partir de dropshipping

1. Faça um estudo de mercado

O estudo de mercado é fundamental para começar a vender pela internet. Saber o que é dropshipping é importante, porém é preciso saber em qual mercado investir, uma vez que é uma modalidade que não atende apenas a um tipo de produto. 

Primeiramente, pesquise a respeito do mercado em que você deseja se inserir. Verifique quais são as necessidades dos consumidores deste mercado, quais são seus concorrentes atuais, como esses concorrentes já suprem as necessidades destes clientes. 

Procure optar por algum mercado que não esteja saturado, mas que tenha certa demanda, pois assim, você terá mais garantia de vendas. Quando o mercado está saturado, você corre o risco de não conseguir vender, justamente pela alta concorrência e também, porque fica muito difícil inovar e criar um diferencial perante os concorrentes. 

Por outro lado, para um mercado com pouca demanda, diferente do que possa parecer, pode ser arriscado tentar vender. Isso porque, essa pouca demanda, muitas vezes denota um mercado fraco e pouco rentável. 

Desta maneira, para iniciar seu e-commerce, busque por alguma alternativa mais equilibrada: um mercado que tenha demanda, porém, que também abarque novas lojas, e novas alternativas de oferta. 

2. Escolha os produtos certos para vender

Uma vez escolhido seu mercado, é o momento de optar pelos produtos que irá vender. Esta é uma escolha importante, que deve ser feita de maneira estratégica. 

Se você fez corretamente sua pesquisa de mercado, conseguiu identificar as necessidades e as demandas dos consumidores deste mercado. E essa é uma informação preciosa ao pensar sobre os produtos que serão vendidos em sua loja virtual.

Procure estar antenado às tendência deste mercado, ao que está sendo vendido e como está sendo vendido. Verifique onde sua loja virtual pode inovar, no que pode ser considerado seu diferencial e também, quais os tipos de produtos aos quais você tem mais afinidade. Uma coisa é certa: nós vendemos melhor aquilo que gostamos e entendemos a respeito. 

Sendo assim, tente juntar todos esses fatores ao decidir os produtos que vai comercializar. E lembre-se de que a modalidade dropshipping traz ao seu e-commerce a possibilidade de diversificar os produtos também. Portanto, escolha baseando-se na identidade e no diferencial que sua loja trará ao mercado!      

3. Encontre fornecedores de confiança

Afinal, o que é o dropshipping senão uma boa intermediação entre fornecedores e clientes? Desta forma, é fundamental optar pelos melhores fornecedores que puder. 

Agora que você já sabe exatamente o mercado em que vai atuar e os produtos que sua loja virtual vai atender, comece a buscar pelos fornecedores que poderão lhe atender. E, para esta escolha, é importante ponderar alguns fatores. 

Pense a respeito da qualidade dos produtos oferecidos por este fornecedor, ao mesmo tempo que apresente preços interessantes para seu negócio. Isso significa que, de nada adianta ter produtos de qualidade excelente, mas com valores muito altos, que não trarão margem de lucro para seu negócio. E também, não adianta trabalhar com produtos que sejam baratos, com alta margem de lucro, mas que a qualidade seja inferior, pois, nesses casos, os clientes, além de não voltarem a comprar de sua loja, ainda podem fazer uma propaganda negativa de seu negócio. 

Neste sentido, vale fazer uma boa pesquisa de fornecedores, adquirir alguns de seus produtos para conhecer a qualidade e procurar propor parcerias interessantes para ambos, negociando prazos e preços para sua loja virtual. 

Ao passo que seu negócio for crescendo, será possível também aumentar seu poder de barganha com os fornecedores, baseando-se no bom número de vendas. 

4. Faça a formalização da sua loja virtual

Adquirir bons fornecedores é importante para seu negócio e indica que você já poderá dar partida na formalização de sua loja virtual. E, ao contrário do que alguns pensam, essa formalização é importante. 

A legislação brasileira determina que todos os produtos comercializados na internet devem seguir ao cliente com nota fiscal e, para isso, é preciso que o lojista tenha CNPJ e esteja devidamente formalizado para garantir a emissão dessa nota

Portanto, siga todos os passos recomendados para formalizar sua loja virtual e deixá-la devidamente regularizada para operar. Você pode iniciar seu e-commerce, inclusive, a partir da modalidade MEI (Microempreendedor Individual). Essa modalidade permite ao lojista a inscrição de CNPJ, possibilitando a emissão de notas fiscais Ela não tem custos para a abertura e tem manutenção e contabilidade acessíveis, principalmente aos empreendedores iniciantes. 

5. Divulgue os seus produtos 

Esta pode ser considerada a parte mais importante de uma loja virtual, inclusive com operação por dropshipping. Saber divulgar seus produtos é o que fará a diferença para seu negócio, principalmente quando estamos vendendo os mesmo produtos de outras lojas e fornecedores. Aqui, podemos dizer sobre a importância da maneira como você venderá estes produtos, porque é ela quem fará com que os clientes optem por comprar de você e não dos concorrentes. 

Estude estratégias de marketing digital, conheça seu público, seus produtos e saiba como chegar até eles, com a oferta que eles precisam receber! 

Nesta etapa vale também trabalhar com mídia paga, com as estratégias de SEO nas descrições dos produtos e monitorar de perto os acessos à sua loja virtual e ao seu perfil no marketplace. Utilize essas ferramentas para elaborar estratégias que alcancem o público correto para seu negócio. 

Use também as redes sociais para divulgar. Crie conteúdos relevantes acerca de seu mercado e divulgue para chamar atenção dos consumidores, demonstrando autoridade sobre o tema.  

6. Monte uma boa operação para a sua loja

Apesar de você não controlar o processo logístico em uma loja virtual que trabalha por dropshipping, é sempre importante ter uma boa relação com seus fornecedores, pois é ela quem vai garantir que você esteja a par da operação de sua loja. 

No que tange o seu trabalho, procure receber os pedidos e administrá-los de forma eficiente, realizando as solicitações para seus fornecedores no tempo e da maneira  adequada. Isso irá garantir uma boa operação para sua loja virtual, ainda que ela não dependa de você. 

Agora que já sabe tudo o que precisava sobre o que é dropshipping e como ele pode ser o ingrediente que faltava para iniciar seu e-commerce, venha conosco conhecer as melhores estratégias de marketing e divulgação para sua loja virtual! 

 

Você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta