E-commerce

Plataforma de loja virtual: qual a melhor? Recursos e adesão

Ilustração para plataforma de e-commerce

A plataforma é um dos primeiros pontos que deve ser pensado por quem quer começar a vender online. Ao contrário de uma loja de rua, em que existe interação entre o consumidor e o vendedor, em uma loja virtual o processo de atendimento é quase inexistente, pois o visitante percorre sozinho todo o processo de compra.

Uma boa Plataforma de loja virtual permite que esse percurso seja realizado sem que a presença do vendedor faça falta. Por isso, é fundamental contar com uma plataforma eficiente, onde seja possível cadastrar os produtos de maneira completa e ainda contar com chat online, meios de entrega variados e muitas opções de pagamento.

Mas como ter certeza sobre a melhor plataforma para e-commerce? A seguir, falaremos  tudo o que é importante na hora de escolher a sua plataforma para loja virtual e explicaremos que recursos fazem a diferença no dia a dia do trabalho no mercado digital. Quer saber? Continue lendo! 

O que uma plataforma precisa ter?

Muitos empreendedores que estão estreando no mundo virtual usam a sua experiência no comércio tradicional para definir o que é importante para uma plataforma de e-commerce. No entanto, a lógica das lojas virtuais é bastante diferente das lojas de rua. Por isso, recomenda-se que quem está começando nesse universo se aprofunde no mercado online.

Assim, logo saberá a importância das integrações. As melhores plataformas de loja virtual contam com sistemas integrados que otimizam muitas tarefas, como controle de estoque, envios de produtos, emissão de nota fiscal e assim por diante. Isso torna o negócio mais eficiente, deixa os dados mais assertivos e permite que o gestor economize tempo. 

Além disso, uma plataforma para e-commerce precisa oferecer um sistema intuitivo, que permita a autonomia de quem trabalha na loja virtual. Isso porque a rotina de vendas online exige que de tempos em tempos novos produtos sejam cadastrados ou retirados do catálogo, tenham suas informações atualizadas e fotografias trocadas. 

Quanto mais simples for o sistema para realizar as funções básicas, mais rápidas poderão ser feitas. E sabemos que, cada vez mais, tempo é dinheiro, não é mesmo? Justamente por isso é que o ideal é contratar uma plataforma recomendada, sobre a qual sabe-se sobre as funcionalidades e a satisfação dos seus usuários. 

Qual a melhor plataforma para criar uma loja virtual?

A melhor Plataforma de loja virtual sempre será aquela que oferece os recursos necessários para o seu negócio. Mas como saber quais recursos são e serão importantes? É aí que entra uma visão estratégica! Muitos empreendedores contratam plataformas medianas porque no início do negócio dão conta de fazer tudo sozinhos.

Porém, conforme as vendas cresce e a demanda de trabalho aumenta, sentem a necessidade de contarem com plataformas que tenham integrações. E aí começa o problema, pois terão que fazer uma migração com a loja virtual no ar, o que coloca em risco os dados, as vendas e o cadastro de produtos.

Por isso, recomenda-se que desde o primeiro dia de atividade, o e-commerce já esteja numa plataforma completa, mesmo que naquele momento não seja necessário usar todos os recursos. Com o tempo, eles se tornarão necessários. Mais para a frente falaremos sobre a plataforma ideal. 

Como criar uma loja online?

A criação da loja online costuma ser um processo simples e intuitivo, embora precise ser realizado com estratégia. Como assim? Tenha em mente que seu comércio eletrônico precisa oferecer uma ótima experiência para o visitante desde o primeiro segundo que ele acessa até a conclusão da compra e, mais do que isso, até ele ter o produto em mãos.
Essa lógica muda muito se comparada à estrutura de lojas tradicionais. Por essa razão, todas as etapas de venda em comércio eletrônico devem ser avaliadas, para ver se contemplam as necessidades dos consumidores, seja na clareza da descrição dos produtos, na oferta de múltiplos meios de pagamento e de envio, na agilidade, etc. 

É sempre importante lembrar que o mercado digital não se limita à região geográfica do bairro ou da cidade. Os concorrentes de uma loja virtual estão em todo território nacional (e internacional, dependendo do caso). Essa é a razão pela qual todas as etapas do e-commerce precisam estar integradas, sem falhas e atrasos. 

Mas o que é importante na hora de criar a loja online? Escolher uma boa plataforma! Esse será o seu ambiente de vendas pelos próximos anos, quem sabe décadas, e deve ser escolhido levando em consideração os recursos que oferece e que serão necessários a longo prazo. Confira três passos para criar uma loja virtual: 

1. Escolha uma plataforma

Tudo começa com a escolha da plataforma. Nesse momento, é fundamental comparar as melhores plataformas de e-commerce, não levando em consideração somente o preço, mas também as funções que oferecem. Além disso, é fundamental confirmar se a plataforma oferece suporte técnico. 

2. Configure a plataforma

Depois de ter escolhido a plataforma para seu e-commerce, será hora de configurar o sistema para a sua loja. Ou seja, você terá que incluir os produtos, escrever as descrições e configurar os meios de pagamento e formas de envio. Tudo isso precisa ser pensado previamente, pois impactará diretamente no trabalho diário da empresa.

3. Faça as integrações de estoque e nota fiscal

Após a escolha e a configuração da plataforma, será o momento de fazer as integrações de estoque e de nota fiscal. Esses recursos auxiliam o trabalho do gestor da loja virtual, pois facilitam o controle de estoque, evitando erros de registro e ajudando a compreender o momento de pedir reposição para o fornecedor.

Recursos da Simplo 7

Agora que você já compreendeu a importância de escolher uma boa Plataforma de loja virtual, vamos falar sobre a Simplo 7. Trata-se de uma plataforma simples e intuitiva, que permite a construção de uma loja virtual de forma rápida e automatizada, o que se reflete na qualidade do trabalho diário do empreendedor digital.

A Simplo 7 conta com uma série de recursos que tornam a loja virtual única, ao mesmo tempo em que facilitam a gestão das etapas de venda. Afinal, um comércio eletrônico precisa oferecer um atendimento de excelência desde o pré-vendas até o pós-vendas, não é mesmo? 

Todas as tarefas de um e-commerce se refletem na reputação que a loja constrói no cenário virtual e na satisfação do consumidor. Por isso é que é tão importante vender produtos de qualidade e entregá-los em boas condições, bem embalados e dentro do prazo – ou até antes. A seguir, veja os recursos da Simplo 7:

Layout

O layout de um e-commerce é o que o torna único! A Simplo 7 permite que a loja virtual seja configurada priorizando o design definido para a marca, que pode escolher a posição do logotipo, do banner, do menu lateral e assim por diante. Assim, o site fica personalizado e lindo! E o principal: isso é feito sem ser necessário entender de programação! Bom, né? 

Integração

As integrações são fundamentais para manter uma rotina de trabalho saudável e ágil. Como assim? Esse tipo de otimização possibilita que tarefas como controle de estoque, emissão de notas fiscais e gestão de encomendas ocorra de forma automatizada, sem que seja necessário colocar um funcionário para fazer o trabalho braçal. 

Marketing

Toda loja virtual deveria se preocupar com o marketing. Afinal, é isso que garante o fluxo de visitantes para o e-commerce. A Simplo 7 tem soluções como newsletter, chat online, recuperação do carrinho e pop up de saída. Quando usados com estratégia, esses recursos incrementam o volume de vendas! 

Vendas

E falando em vendas, a Simplo 7 também tem recursos para isso. A plataforma conta com pesquisa de satisfação para compreender a relação entre cliente e marca, cupom de desconto para incentivar as compras, controle dos campos do checkout para deixar a etapa mais ágil e relatórios através dos quais pode-se monitorar a atividade da loja. 

Canais de Venda

Quando o assunto é canais de vendas, as soluções que a Simplo 7 oferece são integração com o Mercado Livre, Google Shopping, Zoom e Buscapé. Engana-se quem pensa que um empreendedor de e-commerce deve focar apenas nesse canal de vendas. Conforme seu posicionamento, também pode vender e crescer em marketplaces.

Produtos

Em relação aos produtos, a Simplo 7 conta com o recurso de cotação, útil para segmentos que precisam apresentar um orçamento com o preço dos itens, e grade de variação de produtos, que serve para gerenciar tamanhos, tipos e cores das mercadorias. A plataforma permite exibir diferentes fotografias para cada tipo de produto.

Formas de Entrega

A decisão das formas de entrega exige muita reflexão dos empreendedores. E nisso a Simplo 7 tem muito a agregar, pois conta com entregas pelos Correios, transportadoras, motoboy ou retirada na loja. Ainda permite a configuração para frete grátis e cadastro de entrega personalizada.

Pagamento

Quanto mais meios de pagamento um e-commerce tiver, maiores são as chances de compra. A plataforma da Simplo 7 oferece muitas formas, como PagSeguro, PayPal, Wirecard, BCash, boleto bancário, depósito bancário, etc. Com isso, o gestor da loja virtual pode escolher as modalidades que tenham mais sintonia com seu segmento e público. 

Quanto custa tudo isso?

Agora que você viu todas as funcionalidades da Simplo 7, pode estar se perguntando sobre o preço para a contratação. A plataforma conta com três modalidades de planos, que variam conforme o número de produtos cadastrados. O plano mais básico já inclui todas as funcionalidades necessárias para vender e se consolidar no mercado online. 

Lembre-se sempre que a contratação de uma plataforma para e-commerce deve ser vista como um investimento, pois seus recursos e estrutura serão responsáveis por trazer retorno ao negócio. Por isso, é fundamental olhar para os recursos oferecidos pela plataforma, e não apenas para o preço do serviço. Confira aqui as três categorias:

50 Produtos

O plano mais básico da Simplo 7 custa R$ 48,75 por mês e oferece todos os recursos que citamos acima. Ele é recomendado para vendedores iniciantes, cujo volume de produtos e variações seja pequeno. Conforme o negócio crescer, é possível fazer um upgrade para um plano com mais produtos.

300 Produtos

O plano com 300 produtos custa R$ 97,50 por mês. Ele é pensado para lojas virtuais que já estão consolidadas e que vendem um maior número de produtos. Além disso, todas as categorias contam com o suporte técnico, que é um diferencial das plataformas alugadas. O gestor pode acionar a assistência caso exista qualquer problema ou dúvida.

Produtos Ilimitados

Por fim, o plano mais incrementado é o de produtos ilimitados, que custa R$ 197,50 por mês. Ele é utilizado por lojas de grande relevância, cuja quantidade de produtos e de variações seja maior que 300. 

 

Como você pode ver, a escolha da Plataforma de loja virtual requer muita pesquisa e entendimento sobre o que é importante para o negócio. Por isso, o preço não deve ser o único fator na hora de decidir sobre a plataforma: os recursos disponíveis e a facilidade de usar a plataforma e de contar com assistência também devem ser levados em conta.

Vale pensar que a plataforma da loja virtual serve não apenas como ponto de venda, mas também se assemelha ao escritório do gestor do e-commerce. Lá é que ficarão centralizadas todas as funções da rotina de vendas, como produtos, estoque, finanças. Esses dados precisam ser acessados com segurança e facilidade!

Por isso é tão importante contar com plataformas de confiança e que permitam o uso intuitivo. Sem dúvidas, tudo isso se reverterá no tempo dedicado a cada função, na assertividade das tarefas e, como consequência, na satisfação do consumidor. E cliente feliz volta a comprar, não é mesmo?

Falando nisso, que tal ler esse artigo sobre como fidelizar os consumidores? Esse é um ponto muito importante para a sobrevivência e a consolidação de empreendimentos de todos os segmentos. Por isso, vale a pena se dedicar para construir uma experiência de vendas que, mais do que satisfaça, encante o cliente. Boa leitura! 

Você pode gostar também

Nenhum comentário

Deixe uma resposta